6 de ago de 2015

Os últimos momentos de uma estrela

ESA/Hubble & NASA


Os momentos finais da estrela, observados pelo Telescópio Espacial Hubble, formaram a impressionante nebulosa conhecida como NGC 6565. O material expelido pela morte da estrela expõe seu interior luminoso e permite que a radiação ultravioleta reaja com gases ao seu redor em níveis variados, formando as belas cores observadas.


Nebulosas planetárias emitem luz por até 10 mil anos antes que a estrela principal comece a esfriar e encolher até se tornar uma anã branca. Quando isso acontece, a luz da estrela diminui drasticamente e para de reagir com os gases ao redor, fazendo com que a nebulosa não possa mais ser observada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário