23 de out de 2012

Emoção e divulgação científica marcam aniversário de 185 anos do Observatório Nacional


O Observatório Nacional celebrou seus 185 anos, comemorados no dia 15 de outubro, com festividades e atividades científicas, gratuitas e abertas ao público, realizadas ao longo da semana. No primeiro dia, durante a solenidade oficial, o Coral ON-MAST encantou a plateia com a apresentação de 10 músicas. Após a cerimônia, houve o descerramento da placa alusiva à data e a abertura da exposição “A Grande Luneta Equatorial – 90 anos de história”, montada dentro da cúpula. 

Coral ON & MAST durante a solenidade oficial de aniversário.

Na terça-feira, dia 16, o Fórum “A contribuição da Geofísica para P&D em petróleo e gás”, realizado com patrocínio da Petrobras, atraiu pesquisadores, profissionais e estudantes. À noite, um show do cantor Moraes Moreira animou os participantes.

Fórum “A contribuição da Geofísica para P&D em petróleo e gás” no auditório do ON.

Show com o cantor Moraes Moreira no campus do ON.

A emoção marcou a solenidade em homenagem aos ex-diretores do Instituto, realizada na quarta-feira, dia 17, quando foi feita também a outorga do título de Pesquisador Emérito ao pesquisador Jorge Ramiro de La Reza. Em seguida, o professor José Antônio de Freitas Pacheco, ex-diretor do ON e pesquisador do Observatório da Côte d’Azur/França, proferiu a palestra “Erupções gama: os eventos mais violentos do universo”.

Solenidade de  homenagem aos ex-diretores do Instituto e outorga do título de
Pesquisador Emérito ao pesquisador Jorge Ramiro de La Reza. 

Na quinta-feira, dia 18, diante de um auditório lotado, o coordenador do Curso Técnico em Metrologia do Inmetro, Gelson Rocha, apresentou a palestra “Metrologia Científica e Industrial: ciência e tecnologia apoiando à inovação e competitividade da Indústria Nacional”.

A Divisão de Atividades Educacionais do ON recebeu várias escolas e distribuiu material
educativo para os alunos e professores.

Nos dias 18 e 19, foi promovido o “Bate-Papo com o Astrônomo”, com a participação de diversas escolas. Aproximadamente 200 alunos vieram ao ON para conversar com o pesquisador Carlos Veiga, que tirou dúvidas e revelou curiosidades astronômicas aos estudantes. Durante toda a semana, houve atividades de visitação com o “ON de Portas Abertas”, realizadas na cúpula 46 e também na Sala da Hora, programação que integrou a Semana Nacional de C&T. As festividades foram encerradas com a apresentação da Escola de Samba Estácio de Sá.

Um dos momentos do “Bate-Papo com o Astrônomo”. 

Atuação

Fundado pelo Imperador D. Pedro I em 15 de outubro de 1827, o ON é uma das mais antigas instituições dedicadas à ciência no Brasil. No campus que ocupa desde a década de 1920, em São Cristóvão, no Rio de Janeiro/RJ, o ON preserva o seu patrimônio histórico e mantém modernas instalações de pesquisa com equipamentos de última geração que acompanham a evolução tecnológica de suas áreas. 

Vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), atua em três grandes áreas de conhecimento – Astronomia, Geofísica e Metrologia em Tempo e Frequência, nas quais realiza pesquisa, desenvolvimento e inovação, com reconhecimento nacional e projeção internacional. Suas atividades incluem a formação de pesquisadores em cursos de pós-graduação, a geração, conservação e disseminação da Hora Legal Brasileira – popularmente conhecida como “Horário de Brasília” – e a divulgação do conhecimento produzido através de atividades especializadas. 

ASCOM/ON




Nenhum comentário:

Postar um comentário