9 de jan de 2015

SpaceX remarca para este sábado lançamento de cápsula para a ISS


A tentativa de lançamento do foguete espacial Falcon 9, da empresa americana SpaceX, foi remarcado para este sábado (10), em Cabo Canaveral, na Flórida. A missão do foguete será enviar a cápsula Dragon, carregada com suprimentos, com destino à ISS (Estação Espacial Internacional).

A previsão é que o foguete seja lançado aproximadamente às 10h (horário de Brasília). Caso o lançamento seja bem sucedido, a Dragon chegará à ISS na segunda-feira (12).

Um problema no segundo estágio do foguete obrigou a SpaceX a abortar o lançamento do foguete, que estava marcado para a última terça-feira (6).

Além de enviar suprimentos para a ISS, a empresa privada espera realizar um pouso controlado do Falcon 9 em uma plataforma marítima para poder reutilizá-lo em futuras missões.

Minutos após o lançamento, quando a nave não tripulada seguir rumo à órbita terrestre para cumprir sua missão na ISS, a experiência começará.

Ao invés de cair no oceano, os motores do primeiro estágio do foguete deverão ser religados três vezes para orientar este estágio do Falcon 9 a um pouso sobre uma plataforma flutuante no Atlântico, a 322 km da costa da Flórida (sudeste dos EUA).

Se vai funcionar ou não, é uma incógnita até para Elon Musk, presidente da companhia, para quem a tentativa tem 50% de chance de sucesso.

A SpaceX, que trabalha há dois anos no desenvolvimento de tecnologias que permitam recuperar a primeira seção de seus foguetes a fim de reduzir significativamente os custos dos lançamentos, já conseguiu pousar suavemente o Falcon em setembro de 2013 e duas vezes este ano.

Mas conseguir um pouso preciso sobre uma plataforma flutuante no oceano é "muito mais difícil", explicou a empresa por meio de um comunicado prévio.

"Controlar o primeiro estágio do Falcon, que mede mais ou menos o equivalente a um prédio de 14 andares e avança a 2.092 Km por segundo (...) é como tentar controlar um cabo de vassoura apoiando um extremo na mão durante uma tempestade", comparou.

Este deve ser o primeiro de uma série de testes similares que permitirão deixar pronta a primeira seção do Falcon 9, totalmente reutilizável.

Matéria original: clique aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário