18 de jun de 2010

Cientistas encontram mais seis planetas fora do Sistema Solar

RICARDO MIOTO
Folha de São Paulo - 15 de junho de 2010

________________________________________________

Astros são todos gigantes; equipe tem participação brasileira.
________________________________________________

 
A equipe do sonda Corot, que tem participação do Brasil, anunciou ontem a descoberta de mais seis planetas fora do Sistema Solar. Todos bem maiores do que a Terra e, portanto, maus candidatos a abrigarem vida.

A procura por planetas distantes começou em 1995. Já foram encontrados 461 (15 pela Corot). Outras missões, como a Kepler, da Nasa, também fazem buscas.

Para Sylvio Ferraz Mello, astrônomo da USP, isso não significa que os novos resultados estejam só acrescentando mais nomes à lista.

"É incrível, mas não há dois iguais. Encontramos densidades e tamanhos completamente estranhos."

Em um dos descobertos agora, por exemplo, a temperatura sobe de 250C para 600C em apenas 13 dias. Isso é quanto dura um ano no lugar: o planeta está muito perto da estrela que orbita.

O grande objetivo, porém, é achar mais planetas parecidos com a Terra. Eles precisam ser menores e ter crosta rochosa. Em 2009, a Corot achou um, o Corot 7b.

Mas é difícil encontrá-los. A Corot consegue fazer isso observando a diminuição da luminosidade que eles causam nas estrelas que orbitam ao passar na frente delas.

Quando menor e mais leve, então, mais difícil a detecção. O Corot 7b levou 70 noites de observação no Chile para que os cientistas soubessem sua massa, diz Eduardo Janot, da USP.

É difícil também ver planetas que não estão muito próximos da estrela. O Corot 7 tinha um ano de 20 horas -estava "grudado" na estrela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário