20 de mai de 2011

Astronautas instalam super observatório na Estação Espacial

Redação do Site Inovação Tecnológica - 19/05/2011


O super observatório, que vai procurar sinais da matéria escura, foi instalado no lado direito da Estação Espacial Internacional pelo braço robótico Canadarm.[Imagem: NASA]


Durante o quarto dos 16 dias da última missão do ônibus espacial Endeavour, os astronautas instalaram o longamente esperadoEspectrômetro Magnético Alfa (AMS - Alpha Magnetic Spectrometer-2), também conhecido como "LHC do espaço".

O super observatório, que vai procurar sinais da matéria escura, foi instalado no lado direito da Estação Espacial Internacional pelo braço robótico Canadarm.

Detector de partículas cósmicas

O enorme detector de partículas consiste em um anel de duas toneladas formado por poderosos ímãs e detectores ultra-sensíveis projetados para rastrear, e não capturar, raios cósmicos.

Apesar de ser o mais caro de todos os laboratórios científicos da Estação, o AMS será controlado remotamente pelos cientistas no solo, não exigindo maior atenção dos astronautas.

A equipe deverá monitorar o observatório 24 horas por dias, uma vez que ele permanecerá captando dados continuamente.

Matéria escura e antimatéria

Os ímãs criam um campo magnético que deverá dirigir o caminho das partículas cósmicas que atravessam continuamente o espaço, levando-as até oito diferentes detectores, que fornecerão informações sobre essas partículas.

De posse desses dados, centenas de cientistas de 16 países esperam ter mais informações sobre a composição do Universo e como ele se formou - os principais focos da pesquisa consistem em descobrir a origem da matéria escura e o destino da antimatéria que teria sido criado na origem do Universo.


O AMS deverá fornecer também novas informações sobre pulsares, erupções de raios gama e vários outros fenômenos cósmicos de alta energia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário