6 de ago de 2012

Robô Curiosity pousa com sucesso em Marte

Redação do Site Inovação Tecnológica 

As primeiras imagens de Marte feitas pelo robô Curiosity. À esquerda, a sombra do robô. À direita é possível ver uma das suas seis rodas. Na porção superior da imagem da direita é possível ver que a lente ficou suja, mesmo com a capa de proteção, agora já removida. Isto que mostra que a descida deve ter levantado mais poeira do que o esperado.[Imagem: NASA] 


17 câmeras

Eram 02h31 desta madrugada, no horário de Brasília, quando os engenheiros da NASA receberam o sinal definitivo de que o robô Curiosity estava em segurança no solo de Marte.

Ainda que tudo tivesse acontecido 20 minutos antes no planeta vermelho, toda a equipe acompanhou em suspense os sinais de que cada etapa dos chamados "sete minutos de terror" ia sendo completada com sucesso.

A descida pela atmosfera do planeta, após uma viagem de 570 milhões de quilômetros desde a Terra, foi chamada de "sete minutos de terror" por conta das manobras de alto risco que reduziram a velocidade da nave, de 20 mil km/h para apenas 1 m/s, o que permitiu que as rodas do jipe-robô tocassem a superfície da cratera Gale suavemente.

Logo a seguir, chegaram as primeiras imagens em baixa resolução, mostrando a sombra do robô no solo e uma panorâmica em visão olho de peixe.

Imagens coloridas e alta resolução deverão se seguir, à medida que os técnicos conferem se tudo está funcionando devidamente - o Curiosity possui 17 câmeras.


Espera-se que o robô de quase 1 tonelada trabalhe em Marte por pelo menos 10 anos. [Imagem: NASA/BBC] 

Laboratório marciano

Agora começa a primeira fase da missão MSL (Mars Science Laboratory), ou Laboratório Científico de Marte: o robô Curiosity possui a bordo um laboratório completo, onde serão analisadas as amostras recolhidas por seu braço robótico.

Essa primeira fase tem duração prevista de 98 semanas, mas a expectativa é que o robô continue suas pesquisas por cerca de uma década.

O robô Opportunity está trabalhando em Marte há 8,5 anos. Seu irmão-gêmeo Spirit trabalhou por 7,5 anos, até ser desativado em Maio de 2011, depois de ficar preso em uma pedra.

A grande vantagem do Curiosity é a sua alimentação por energia atômica. Seus geradores a plutônio permitirão que ele explorar Marte 24 horas por dia, não precisando também precisar diminuir o ritmo durante o inverno, que afeta a geração de energia pelos painéis solares dos outros robôs.

A missão que enviou o jipe-robô Curiosity a Marte custou US$ 2,5 bilhões e durou 10 anos. Outros 10 anos de ciência marciana renderão frutos de valor inestimável.




Nenhum comentário:

Postar um comentário