29 de fev de 2012

Pesquisadora do ON tira dúvidas sobre o ano bissexto e o dia 29 de fevereiro

Observatório Nacional


Josina nascimento em entrevista no campus do Observatório Nacional
Este ano o mês de fevereiro terá 29 dias, pois 2012 é o chamado ano bissexto. O acréscimo de um dia ao calendário a cada quatro anos é feito para compensar a defasagem dos anos anteriores, levando em conta o período de translação da Terra – aproximadamente 365 dias e 6 horas, ou precisamente 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 46,08 segundos.
Para detalhar mais este ajuste, segue entrevista com a pesquisadora Josina Oliveira do Nascimento, da Coordenação de Astronomia e Astrofísica do Observatório Nacional.

ONews: O que é o ano bissexto ?

Josina do Nascimento: Para entendermos o que é o ano bissexto é preciso observar que o ano calendário tem 365 dias, mas o tempo de translação aparente da Terra é de exatamente 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 46,08 segundos. Esse período é chamado de ano trópico e tem então 365,2422 dias.
Inicialmente vamos fazer as contas usando o valor aproximado de 365 dias e 6 horas. Essa diferença de 6 horas completa 1 dia em 4 anos (6 x 4 = 24). Por isso acrescenta-se 1 dia a cada 4 anos. Se não fizermos isso, as estações do ano vão se defasando a cada ano. Em 120 anos já teríamos uma diferença de um mês (6 horas x 120 = 720 horas; 720h/24h = 30 dias). Assim nós teríamos, por exemplo, o verão começando em novembro. A nossa vida civil é mais baseada nas estações do ano do que possa parecer à primeira vista, e isso geraria grandes problemas.

ONews: Quando foi instituído o ano bissexto?

Josina do Nascimento: No ano 46 a.C., Julio Cesar, orientado pelo astrônomo alexandrino Sosígenes, reformou o calendário romano em vigor na época. O novo calendário, chamado de juliano, dentre outras coisas, resolvia a questão das 6 horas acrescentando 1 dia a cada 4 anos. Já naquela época, o ano com esse dia a mais foi chamado de bissexto e os outros anos foram chamados de anos comuns. Assim, o ano juliano médio tem 365 dias + ¼ de dia = 365,25 dias. Historiadores acreditam que o astrônomo Sosígenes já havia percebido que as tais 6 horas não eram exatas e que havia uma diferença de alguns minutos.

ONews: Por que o nome bissexto?

Josina do Nascimento: No calendário romano os meses não eram divididos em semanas, mas em grupos de dias: calendas, nonas e idos. O primeiro dia do mês era calendas. Os dias eram referidos de forma retroativa, por exemplo: três dias antes de nonas, quatro dias antes de idos, idos, que é meio do mês. Quando Julio Cesar instituiu um dia a mais a cada 4 anos, na verdade, ordenou que se repetisse o sexto dia antes das calendas de março: “ante diem bis sextum Kalendas Martias” ou simplesmente bissextum.

ONews: E como foi resolvida a tal diferença de minutos nas 6 horas?

Josina do Nascimento: Em 1582 foi instituído o calendário gregoriano, pelo Papa Gregório XIII, que é o calendário vigente para grande maioria dos países nos dias de hoje.
Vamos observar a diferença entre o ano trópico e o ano juliano, que possuem respectivamente 365,2422 e 365,25 dias: a diferença é de 0,0078 dias ou 11 minutos e 13,92 segundos. Essa diferença completa 24 horas, ou 1 dia, em 128 anos. Assim, se adicionarmos sempre 1 dia a cada 4 anos, teremos 1 dia a mais em cada 128 anos, deslocando novamente o início das estações.
O Calendário Gregoriano minimiza essa diferença deixando de acrescentar 3 dias a cada 400 anos, através da seguinte regra: os anos divisíveis por 4 são bissextos, exceto os séculos inteiros, que só serão bissextos se forem divisíveis por 400.



Ouça a entrevista à rádio JovemPan OnLine

Assista aos vídeos das entrevistas de Josina Nascimento explicando o assunto!

Bom Dia Rio 

Bom Dia Brasil 
Ano bissexto é adaptação do ano civil ao solar

Ouça a entrevista à rádio PAMPA,  de Porto Alegre/RS




2 comentários:

  1. Por que não se dividiu o ano em 13 meses de 28 dias?
    Parece a forma que mais compatibiliza o ciclo lunar do ciclo solar.

    ResponderExcluir
  2. Olá Reinaldo ! Obrigada por escrever.
    Se o ano civil tivesse 13 meses de 28 dias, ficaria com 364 dias. Nesse caso a diferença entre ano civil e ano trópico ficaria ainda maior. O ano trópico é o período de translação aparente da Terra. Como eu falei nas entrevistas, o ano trópico tem 365 dias 5 horas 48 minutos e 46,08segundos. A história dos calendários é muito interessante. Torne a nos escrever se tiver mais algum comentário, é um grande prazer responder. Abraço, Josina

    Josina

    ResponderExcluir