2 de out de 2015

Astrônomos identificam novo buraco negro de tamanho médio

Região central da galáxia NGC1313, localizada a 14 milhões de anos-luz da Via Láctea, onde NGC1313X-1 se encontra. Crédito: ESO
Por anos astrônomos observaram que a maior parte dos buracos negros aparecem em dois tamanhos: buracos negros de massa estelar que possuem algumas dezenas de vezes a massa do nosso Sol ou buracos negros supermassivos, possuindo de milhões a bilhões de vezes a massa do Sol. Já se acreditava na existência de uma nova escala no meio desses dois extremos, mas por existirem poucos "candidatos" a serem observados, evidências se tornaram difíceis de se encontrar.

A pesquisa realizada por astrônomos da Universidade de Maryland e no Centro de Voos Espaciais Goddard da NASA coletou dados sobre um buraco negro de aproximadamente 5.000 vezes a massa do Sol, reforçando a teoria de que esses objetos existem em diferentes escalas.


NGC1313X-1 foi classificado como fonte de raio-X ultra luminoso e por isso está entre as fontes de raio-x mais brilhantes do nosso universo. Não é fácil explicar o porquê desse tipo de fonte ser tão brilhante. Alguns astrônomos acreditam que são buracos negros de massa intermediária atraindo matéria ativamente e produzindo quantidades massivas de fricção e radiação de raio-x no processo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário