3 de set de 2010

Telescópio Kepler descobre dois novos exoplanetas

Agência Fapesp - 30/08/2010


Ilustração artística dos dois exoplanetas descobertos pelo telescópio espacial Kepler, orbitando a mesma estrela.
[Imagem: NASA/Ames/JPL-Caltech]

Dois exoplanetas semelhantes a Saturno foram descobertos por um grupo de cientistas a partir de dados obtidos pelo telescópio espacial Kepler, da Nasa.

Trata-se do primeiro sistema planetário com mais de um planeta transitando ("passando pela frente") a mesma estrela.

O grupo também encontrou sinais de um possível terceiro, menor que Saturno mas maior do que a Terra. Os exoplanetas estão em órbita de uma estrela de dimensão parecida com a do Sol.

Caçador de planetas

O observatório Kepler, lançado em março de 2009, tem como missão ajudar no descobrimento de planetas em órbita de estrelas distantes. A identificação é feita por meio da medição da diminuição da luz da estrela à medida que planetas passam em sua frente (transitam).

O grupo liderado por Matthew Holman, do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian, analisou sete meses de dados colhidos pelo Kepler, com observação de mais de 156 mil estrelas, e identificaram dois novos planetas, aos quais deram os nomes Kepler-9b e Kepler-9c.

Os planetas têm períodos de transição de 19,2 e 38,9 dias, respectivamente. Os períodos são instáveis, aumentando ou diminuindo em taxas de 4 minutos e 39 segundos por órbita.

Interações gravitacionais

Um planeta único orbita uma estrela de modo periodicamente preciso, mas, no caso dos planetas descobertos, as variações, segundo os pesquisadores, devem-se às fortes interações gravitacionais entre eles.

Levando em conta suas características gravitacionais e velocidade radial, os autores do estudo sugerem que os dois planetas são corpos de grande massa em órbita de sua estrela, denominada Kepler-9.

A partir da análise dos dados do observatório espacial, os cientistas também apontam a possibilidade de terem descoberto um terceiro planeta, com massa maior do que a da Terra.

Esse planeta estaria em uma órbita mais interior, mas, segundo os cientistas, mais análises serão necessárias para confirmar a sua existência.

Bibliografia:

Kepler-9: A System of Multiple Planets Transiting a Sun-Like Star, Confirmed by Timing Variations
Matthew J. Holman et al.
Science
August 26, 2010
Vol.: Science Express
DOI: 10.1126/science.1195778

Nenhum comentário:

Postar um comentário