31 de out de 2014

Observatório Nacional discute a Natureza da Luz na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

LUZ, CÂMERA, AÇÃO. Esta sequência de palavras, dita muitas vezes pelos cineastas mundiais, é sempre iniciada por LUZ, pois sem ela nada registraríamos na CÂMERA e não aconteceria nenhuma AÇÃO. A natureza da luz é uma questão que intriga os cientistas desde a Grécia antiga até os dias de hoje.

Esse foi um dos assuntos que o Observatório Nacional colocou em discussão na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia entre 13 e 19 de outubro de 2014 no Centro de Tecnologia Mineral (CETEM) e no Parque Madureira, ambos no Rio de Janeiro. Foi uma espécie de "Avant première" da SNCT de 2015, que terá como tema "Luz, ciência e vida", com base na decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas, que proclamou 2015 como o Ano Internacional da Luz.

O Observatório Nacional apresentou um experimento para demonstrar conceitos essenciais de quantização de energia, modelo corpuscular da luz e condução de eletricidade em meios sólidos.

Montado sobre uma tábua com materiais simples e de baixo custo,
experimento é composto de uma sirene piezoelétrica de 12V, uma 
fonte luminosa, dois carregadores de celular e um resistor LDR.

A proposta da experiência é despertar o interesse da população, mas sobretudo dos jovens estudantes à investigação científica e no entendimento de como a física moderna está presente no cotidiano. 

"Os participantes da SNCT ficavam surpresos quando tomavam conhecimento que aquele experimento reproduzia o efeito fotoelétrico, um trabalho finalizado por Albert Einstein em 1905, que ganhou o Prêmio Nobel em 1921".


Demonstração do "Efeito Fotoelétrico" para a população  e estudantes da 
rede pública.

À medida que a fonte de luz se aproxima do LDR (sigla em inglês Light Dependent Resistor - Resistor dependente da luz), a sirene emite o som com maior intensidade, uma vez que mais elétrons estão recebendo energia dos fótons e isso proporciona um aumento da corrente elétrica para que a sirene toque com maior intensidade.

Aplicações no cotidiano

1) Iluminação pública
2) Portas de entrada de elevadores, edifícios, shoppings, etc.
3) Acionamento de alarmes


A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia teve um público de 7.608 pessoas, entre estudantes de todos os níveis escolar e população em geral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário