25 de fev de 2011

Detector prevê terremoto

Revista Pesquisa Fapesp
Edição Impressa - Fevereiro 2011


© VLADIMIR PLATONOW / WIKIMEDIA COMMONS
Antes do tremor rochas liberam gás radônio

Uma nova forma de prever terremotos foi desenvolvida na Universidade Nacional Autônoma do México, onde pesquisadores criaram um dispositivo de baixo custo capaz de detectar o gás liberado pelas rochas momentos antes da ocorrência do cataclismo. Presume-se que antes de um tremor as cavidades e fissuras das rochas do solo e das águas subterrâneas liberem gás radônio. Mas os detectores comerciais são muito caros para testes em ampla escala. O dispositivo criado pelos mexicanos tem o formato de um tubo de alumínio de 20 centímetros de comprimento e nove de largura. No interior possui cabos conectados em cada extremidade a eletrodos. Quando o radônio entra no tubo, ele expulsa as moléculas de ar, provocando uma corrente elétrica. A principal diferença do dispositivo para detectores existentes no mercado é o fato de ele trabalhar com o ar do ambiente. A tecnologia mostrou-se eficaz em testes laboratoriais e agora os pesquisadores buscam parceiros ao redor do mundo para fazer ensaios de campo e provar a viabilidade do aparelho, que deve custar entre U$ 66 e US$ 132.



Nenhum comentário:

Postar um comentário