7 de fev de 2011

Imagem mostra galáxia de disco puro

Redação do Site Inovação Tecnológica - 03/02/2011

A galáxia tem a forma de uma panqueca achatada, o que indica que ainda não interagiu de forma direta com outra galáxia, sofrendo por exemplo uma colisão galáctica.[Imagem: ESO/Joe DePasquale]

Galáxia virgem

A brilhante galáxia NGC 3621, capturada pelo Observatório do ESO (Observatório Europeu do Sul) em La Silla, Chile, parece ser um exemplar perfeito de uma galáxia espiral clássica.

No entanto, ela é bastante incomum: esta galáxia não tem uma barra central e é por isso descrita como uma galáxia de disco puro.

A NGC 3621 está situada a cerca de 22 milhões de anos-luz de distância de nós, na constelação da Hidra. Ela é relativamente brilhante e pode ser observada com um telescópio de tamanho médio.

Esta imagem foi obtida com o instrumento Wide Field Imager, montado no telescópio MPG/ESO de 2,2 metros.

A galáxia tem a forma de uma panqueca achatada, o que indica que ainda não interagiu de forma direta com outra galáxia, sofrendo por exemplo uma colisão galáctica, o que teria perturbado o fino disco de estrelas e criado um pequeno bojo no seu centro.

Formação hierárquica de galáxias

A maioria dos astrônomos acredita que as galáxias crescem por fusão com outras galáxias, num processo chamado formação hierárquica de galáxias. Com o tempo, este processo deverá criar bojos grandes no centro das galáxias espirais.

Investigações recentes sugeriram, no entanto, que galáxias espirais sem bojo, ou de disco puro, como a NGC 3621, são na realidade bastante comuns.

Esta galáxia é também interessante na medida que, estando relativamente próxima, permite estudar uma grande variedade de objetos astronômicos que se encontram no seu interior, incluindo maternidades estelares, nuvens de poeira e estrelas pulsantes, as chamadas variáveis Cefeidas.

Cefeidas

As Cefeidas são utilizadas como marcos de distância no Universo.

No final dos anos 1990, a NGC 3621 foi uma das 18 galáxias selecionadas para um programa chave do Telescópio Espacial Hubble: observar variáveis Cefeidas e medir a taxa de expansão do Universo com uma precisão maior do que a conseguida até então. Neste projeto foram observadas, apenas nesta galáxia, 69 Cefeidas.

• Como foi calculada a idade do Universo?

Os dados usados para gerar a imagem desta galáxia de disco puro foram selecionados no arquivo do ESO por Joe DePasquale, que participou do concurso Tesouros Escondidos, uma competição em que astrônomos amadores usam os dados brutos dos telescópios para produzirem as imagens, usando programas de edição gráfica.

Múltiplas imagens monocromáticas obtidas através de quatro filtros de cor diferentes foram combinadas para obter a imagem. Imagens obtidas com o filtro azul aparecem em azul, imagens tiradas através do filtro amarelo-verde estão em verde e imagens obtidas através do filtro vermelho aparecem como laranja escuro.

Adicionalmente, imagens tiradas através de um filtro que isola o brilho do gás de hidrogênio aparecem na cor vermelha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário