17 de jul de 2014

Astrobiologia ou Ufologia? Um conflito entre Ciência e Pseudociência


Existe um “problema” quando abordamos assuntos relacionados à vida extraterrestre na astrobiologia e na ufologia. O problema é que em ambos os casos é impossível não especular.

Mas qual é o problema de ambos os métodos buscarem algo dito popularmente em comum?

O problema é que somente a astrobiologia trata de assuntos relacionados à vida extraterrestre de maneira científica. Apesar de da própria ufologia alegar que estamos sendo visitados por seres extraterrestres sem apresentar evidências, essa não é função da ufologia, não é o dever dela saber se tal premissa é verdadeira ou falsa.

O que é Astrobiologia?



A astrobiologia, é o estudo da vida e sua evolução no universo. Ela é uma área multidisciplinar que atua em diferentes campos da ciência. Quem faz astronomia, ciências biológicas, ciências moleculares, física ou geologia, por exemplo, pode ser um forte candidato a atuar no campo da astrobiologia. A astrobiologia estuda exoplanetas (planetas extrassolares), busca sinais de vida inteligente fora da Terra ( Projeto SETI) e busca entender como a vida pôde se originar, se desenvolver nos ambientes mais extremos (muito quente e muito frio).

A Astrobiologia é Ciência?

Não há registros publicamente conhecidos e amplamente propagados de que observaram algum ser extraterrestre ao longo da história, o que pode soar como um problema em estabelecer uma ciência da astrobiologia. Porém, nos últimos 20 anos, os cientistas encontraram indícios de que a vida pode ser bastante comum no universo e muitos estão esperançosos de que em breve encontrarão provas de vida fora da Terra. Algumas dicas vêm da vida terrestre. Biólogos descobriram muitas espécies de extremófilos – microrganismos que se desenvolvem em ambientes extremos, como lagos alcalinos e fissuras da rocha no subsolo. A vida por ter se originado no fundo do oceano em torno de fontes hidrotermais, podem ser características comuns de outros planetas e luas. E os traços químicos do metabolismo aparecem em rochas logo após os ferozes borbardeios por meteoritos na Terra, o que implica que a vida pode ser capaz de começar rapidamente e facilmente.

Meteoritos de Marte Asteroides ocasionalmente atingem a Terra. Bactérias ou seus esporos provavelmente podem sobreviver à viagem no espaço, apesar do frio e da radiação intensa, o que significa que a vida primitiva pode um dia ter sido trazida de outros planetas do sistema solar – uma hipótese chamada panspermia.


Como é feita a busca pela inteligência extraterrestre? 

A equação de Drake prevê quantas civilizações na galáxia estão atualmente tentando se comunicar conosco. Todavia, alguns fatores na equação são meras conjecturas, e recentemente ela sofreu um upgrade com os dados do Telescópio Espacial Kepler. Os otimistas enfrentam o paradoxo de Fermi: se civilizações são comuns, então por que nós não os vemos? Os cientistas passaram mais de 40 anos na busca por inteligência extraterrestre (SETI), usando rádio telescópios de rádio para transmitir e receber sinais.


O que é Ufologia?


A ufologia é o “estudo” de objetos voadores não identificados (OVNIs). Ela não trabalha com a ideia de que os OVNIs sejam naves extraterrestres, apesar de alguns ufólogos afirmarem o contrário, gerando assim uma contradição referente ao seu significado.

A Ufologia é ciência?

A ufologia não é ciência, pois ela não é falseável (não coloca suas hipóteses à prova). Não há evidências, ela não tem base científica para sustentá-la. A ufologia é totalmente baseada em relatos e documentos (registros) e evidências anedóticas (observações que não podem ser provadas, testemunhos).

A maioria das descrições de aparecimento de OVNIs que já identifiquei, eram pipas, satélites, balões meteorológicos, balões de ar quente, bexigas de gás, sacos plásticos, fenômenos naturais, planetas, estrelas, insetos e sujeiras na lente da câmera fotográfica.


O problema em estabelecer uma análise crítica na ufologia é que muitas pessoas desconhecem a própria natureza (fenômenos naturais). Por exemplo, não sabem o que é halo solar, halo lunar, nuvens lenticulares e sun dogs. E convenhamos, a maioria das pessoas nem sempre gosta de ouvir respostas simples, dando preferência a ouvir algo que condiz com suas crenças

Que conclusão podemos tirar da Astrobiologia e da Ufologia?

Enquanto a astrobiologia afirma ainda não possuir evidências da presença de vida fora da Terra, a ufologia afirma (sem provas) que essas evidências existem e estão na mão do exército, da NASA e do governo. Enquanto à astrobiologia possui uma ferramenta científica de maior confiabilidade em relação à busca da vida extraterrestre, a ufologia não possui tal ferramenta e simplesmente se limita à imagens, vídeos e relatos de supostas testemunhas.


Matéria original: clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário