22 de out de 2010

Bancada republicana no Senado americano será cética do clima

Folha de São Paulo - 19/10/2010

Apenas um candidato do partido não nega aquecimento global

DE SÃO PAULO

Salvo uma única exceção, nenhum dos 20 republicanos com grandes chances de ganhar as eleições para o Senado americano concorda que o aquecimento global seja causado pelo homem. O pleito acontece em duas semanas, e a tendência é que o partido se fortaleça.

Alguns dos candidatos, como Sharron Angle, de Nevada, dizem que a ideia de mudança climática causada pela humanidade não passa de "mantra da esquerda".

Outros dizem apenas que não há como ter certeza se há culpa humana, como Carly Fiorina, da Califórnia.

De qualquer forma, exceto por Mark Kirk, de Illinois, nenhum concorda com a ideia de aquecimento global causado pelo homem -nenhum acha, portanto, que o país deveria se mexer para reduzir suas emissões de CO2.

Com as eleições chegando, o "New York Times" comentou em editorial o assunto.

Para o jornal, "uns poucos candidatos podem acreditar que o aquecimento global é conspiração da esquerda. Outros talvez sigam interesses de corporações".

Mas o que realmente assusta os republicanos é a ideia de democratas usando a necessidade de cortar CO2 como pretexto para aumentar impostos, diz o jornal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário