20 de dez de 2010

Sonda espacial encontra vulcão gelado em satélite de Saturno


Folha de S. Paulo - 16/12/ 2010

0Cientistas da Nasa dizem que montanha tem 1.500 m de altura

Divulgação/Nasa
Representação digital feita pela Nasa mostra a montanha e o buraco que seria o vulcão
DE SÃO PAULO

A sonda espacial não tripulada Cassini, da Nasa, que investiga o planeta Saturno e seus arredores, encontrou indícios de um grande vulcão de gelo em Titã, o maior satélite do gigante gasoso.

Apelidado de "A Rosa", o vulcão foi encontrado com a ajuda de radares especiais e está localizado em uma montanha com aproximadamente 1.500 metros de altura.

Cientistas agora investigam seu nível de atividade e o tipo de dejeto que expele.

O anúncio foi feito ontem por Randy Kirk, que faz parte do time de especialistas que trabalham na Cassini.

"Boa parte do material do exterior de Titã é gelo e amônia. Por isso, trata-se de um material que possivelmente poderia derreter a baixas temperaturas e flutuar na superfície", disse Kirk

Segundo ele, a atual descoberta tem provas mais consistentes do que trabalhos anteriores, que também chegaram a levantar a possibilidade de vulcões gelados em Titã, mas foram posteriormente descartados.

A maior dificuldade em identificar vulcões e outros fenômenos em Titã é a sua atmosfera espessa e escura. Ela dificulta a observação de sua superfície e pode levar a erros de interpretação.

O radar da Cassini consegue "ver" através da neblina e determinar a topografia. Assim, os cientistas fazem um modelo 3D do terreno.

Já o aparelho de infravermelho da sonda pode coletar algumas informações sobre a variação na composição dos materiais de superfície. Em conjunto, a equipe de Kirk diz que essas provas são "bastante convincentes".

Nenhum comentário:

Postar um comentário