8 de nov de 2011

CNPq lança prêmio Almirante Álvaro Alberto 2011 para a Ciência e Tecnologia

Planeta Universitário

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) lançou a edição 2011 do Prêmio Almirante Álvaro Alberto para a Ciência e Tecnologia. A edição é comemorativa aos 30 anos do prêmio, instituído em 8 de abril de 1981 como Prêmio Nacional de Ciência e Tecnologia. Os recursos financeiros para a implementação do prêmio são assegurados pela Fundação Conrado Wessel.

O objetivo é distinguir pesquisador com obra científica ou tecnológica de reconhecido valor para o progresso em sua área. A edição 2011, para a grande área de Ciências Humanas e Sociais, Letras e Artes, concederá ao ganhador diploma, medalha e R$ 200 mil.

O prêmio é concedido anualmente, em sistema de rodízio, a uma das três áreas do conhecimento: Ciências Exatas, da Terra e Engenharias; Ciências Humanas e Sociais, Letras e Artes; e Ciências da Vida.

A indicação dos candidatos é feita por meio de uma comissão de especialistas multidisciplinar – a qual selecionará de quatro a seis nomes para concorrer ao prêmio.

O anúncio do agraciado será feito pelo ministro da Ciência e Tecnologia e Inovação, e o prêmio, entregue pelo presidente da República.

Idealizador e primeiro presidente do CNPq, então Conselho Nacional de Pesquisas, o almirante Álvaro Alberto também foi o representante brasileiro na Comissão de Energia Atômica das Nações Unidas e presidiu a Academia Brasileira de Ciências.

Os ganhadores das edições mais recentes foram o médico e farmacologista Iván Antonio Izquierdo (2010), da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), o físico Luiz Davidovich (2009) e o historiador José Murilo de Carvalho (2008), ambos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Mais informações: www.cnpq.br/premios/2011/paaa/index.html

Agência FAPESP



Nenhum comentário:

Postar um comentário