15 de dez de 2014

Dados da Rosetta aumentam mistério sobre origem da água da Terra


O mistério sobre a origem da água terrestre se aprofundou ainda mais, quando astrônomos praticamente eliminaram um dos principais suspeitos: os cometas.

Nos últimos meses, a sonda Rosetta, da Agência Espacial Europeia (ESA), examinou de perto o tipo de cometa que os cientistas acreditavam que poderia ter trazido água ao nosso planeta há 4 bilhões de anos. Ela encontrou água, mas não do tipo esperado.

A água encontrada era muito pesada. Um dos primeiros estudos científicos da missão Rosetta descobriu que a água do cometa contém mais de um isótopo do hidrogênio chamado deutério do que a água terrestre.

"A questão é quem trouxe essa água: foram os cometas ou alguma outra coisa?", perguntou Kathrin Altwegg, da Universidade de Berna, na Suíça, principal autora de um estudo publicado nesta semana pela revista "Science". A cientista cita que asteroides podem ter sido os responsáveis por trazer água à Terra. No entanto, outros discordam.

Muito cientistas scientistas acreditaram durante muito tempos que a Terra já tinha água quando se formou, mas que ela evaporou. Por isso a água do planeta teria que ter vindo de uma fonte externa.

As descobertas da missão Rosetta no cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko complicam não apenas a questão da origem da água da Terra, mas nossa compreensão sobre os cometas.

Cometas próximos e distantes

Até agora, cientistas dividiam os cometas em dos tipos: os mais próximos e os mais distantes. Os próximos se originavam do Cinturão de Kuiper, depois da órbita de Netuno e Plutão. Já os longínquos vinham da Nuvem ne Oort, muito mais longe.

Em 1986, uma sonda espacial chegou perto do cometa Halle, que teria se originado na Nuvem de Oort, cuja missão era analisar a sua água. A conclusão foi que ela era mais pesada do que a da Terra. Mas há três anos, cientistas examinaram a água de um cometa do Cinturão de Kuiper, o Hartley 2. Ela era perfeitamente compatível com a da Terra, por isso a teoria da origem da água terrestre ter origem nos cometas voltou a ser considerada

O cometa visitado pela Rosetta é do Cinturão de Kuiper, mas sua água é ainda mais pesada do que a encontrada no cometa Halley, segundo Kathrin.

"Isso provavelmente exclui a possibilidade dos cometas do Cinturão de Kuiper terem trazido água para a Terra", diz.

O astrônomo da Universidade de Maryland, Michael A'Hearn, que não fez parte da pesquisa, disse que os resultados do estudo são interessantes, mas que eles não excluem completamente a possibilidade da água da Terra ter vindo dos cometas. Para ele, a água poderia ter vindo de outros tipos de cometas do Cinturão de Kuiper.

Matéria original: clique aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário