16 de jul de 2010

Projeto Telescópios na Escola abre inscrições para segundo semestre

Agência Fapesp - 12/07/2010

De lentes abertas

O Miniobservatório Astronômico do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) abriu inscrições para o agendamento de observações presenciais e remotas para o segundo semestre de 2010.
Voltadas a estudantes brasileiros de todos os níveis, essas atividades fazem parte do projeto Telescópios na Escola (TnE) coordenado pelo Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da Universidade de São Paulo (USP) e conduzido com outras instituições.

Telescópio pela internet

Nas sessões remotas as visualizações do céu noturno são feitas nas próprias escolas, por meio da internet. Um sistema computacional permite o direcionamento do telescópio às áreas do céu de interesse dos observadores, que ainda podem captar as imagens digitais dos corpos celestes como se estivessem ao lado do equipamento do Inpe, em São José dos Campos.
Para operar o sistema não é necessário conhecimento avançado de astronomia ou informática. Projetado de maneira didática, o programa apresenta um céu virtual que mostra as áreas a serem escolhidas para observação.
As sessões a distância serão realizadas nos meses de agosto e setembro, sempre às quintas-feiras, das 19h30 às 21h30, e contam com o acompanhamento de um pesquisador ou pós-graduando do Inpe na área de astrofísica.

Programação e inscrições

Para as observações presenciais, os grupos escolares devem ter no máximo 20 pessoas. As sessões serão às quartas-feiras, das 19h às 21h, também nos meses de agosto e setembro. A visita terá o acompanhamento de um pesquisador em astrofísica do Inpe que ministrará uma palestra sobre um tema da astronomia.
Para o mês de outubro estão programadas sessões diurnas de observação do Sol. Serão às quartas-feiras, das 14h às 15h.
As inscrições para as observações presenciais poderão ser feitas pelo telefone (12) 3208-7200.

As observações remotas devem ser agendadas pelo formulário eletrônico: www.das.inpe.br/miniobservatorio/obsremotas

Nenhum comentário:

Postar um comentário