9 de jul de 2010

Observatório Nacional promove cursos avançados em cosmologia

MCT - 06/07/2010

O Observatório Nacional (ON/MCT) promove até sexta-feira (9), em seu campus em São Cristóvão (RJ), a 1ª Escola Jayme Tiomno de Cosmologia. O objetivo é fornecer a estudantes e pesquisadores brasileiros tópicos avançados sobre o assunto.

Serão ministrados cinco cursos pelos cientistas Bruce Basset, da University of Cape Town (Baryonic Acoustic Oscillations (BAO) ); Joana Dunkley, da University of Oxford (The Cosmic Microwave Background); Daniel Eisenstein, da University of Arizona (Advanced Topics on LSS and BAO); Joshua Frieman, do Fermilab e da University of Chicago (Cosmology with Type Ia Supernovae) e Roberto Trotta, do Imperial College (Statistical methods for Cosmology).

Além destes, Narciso Benitez, do Instituto de Astrofísica de Andalucía, da Espanha, fará uma palestra especial sobre Photometric Redshifts and Cosmology: The J-PAS Survey.

PAU-Brasil

O Javalambre PAU Astrophysical Survey (J-PAS) é um projeto desenvolvido por pesquisadores espanhóis e brasileiros e é mais conhecido pela sigla PAU (Physics of the Accelerating Universe). Ele fará um levantamento de oito mil graus quadrados no céu, o que significa que mais de 100 milhões de galáxias poderão ser observadas, beneficiando todas as áreas da astronomia. Seu grande diferencial é a observação em 42 cores, muito maior do que as quatro ou cinco que costumam ser utilizadas para esta modalidade de projeto.

“O PAU é o projeto mais competitivo, em termos de quantidade de ciência por dinheiro investido, para estudos cosmológicos nesta década”, afirma Renato Dupke, astrofísico do ON e coordenador do PAU-Brasil.

O projeto terá foco na energia escura, considerada uma das variáveis da evolução do universo. Sua natureza, contudo, ainda é um mistério tão grande que foi considerada a primeira das “25 Grandes Perguntas” que a revista Science listou a serem respondidas no período de 25 anos, em 2005.

O PAU vai observar os primeiros instantes do Big Bang em busca dos Baryon Acoustic Oscillations (BAO), que são como registros sonoros das primeiras formações de matéria. Medições de BAO são hoje o método mais promissor de investigação da energia escura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário