10 de out de 2011

Astrônomos encontram planeta perdido nos dados do Hubble

Redação do Site Inovação Tecnológica

A estrela HR 8799 têm os únicos exoplanetas que foram fotografados diretamente - ou, pelo menos, os únicos que foram encontrados nas fotografias até agora.[Imagem: NASA; ESA; STScI, R. Soummer]


 Vistos diretamente

Astrônomos descobriram dois planetas extrassolares - ou exoplanetas - reanalisando dados coletados pelo telescópio espacial Hubble em 1998.

Esta é a segunda vez que isto acontece, e nos mesmos dados: em 2009, o astrônomo canadense David Lafreniere encontrou um planeta extrassolar no arquivo morto do Hubble.

As duas descobertas são importantes porque representam os únicos casos de exoplanetas fotografados diretamente.

Os exoplanetas são encontrados por meio variações na luz emitida por suas estrelas ou por pequenos "sacolejos" induzidos em sua órbita por seus planetas - desta forma, os astrônomos não conseguem vê-los diretamente, porque sua luz é fraca demais em comparação com a luz das suas estrelas.

O que os cientistas fizeram foi criar uma técnica para "mascarar" a luz das estrelas, deixando os planetas visíveis.

Estudo das órbitas

Os dois planetas agora redescobertos já haviam sido identificados por outras técnicas, ao redor da estrela HR 8799, localizada a 130 anos-luz da Terra.

A HR 8799 tem quatro planetas gigantes gasosos identificados até o momento, dos quais três já haviam sido fotografados antes pelo Hubble, mas só foram vistos, um em 2009, e dois agora, graças ao aprimoramento das técnicas para analisar os dados já coletados.

O quarto provavelmente não poderá ser visto diretamente porque é o que orbita mais próximo da estrela, ficando na borda de sua corona, onde a luz é forte demais mesmo para as novas técnicas.

A possibilidade de visualização do planeta em múltiplas imagens ao longo do tempo também permitirá o estudo de suas órbitas, o que é crucial para o entendimento dos sistemas planetários, que nem sempre são "bem-comportados" como o Sistema Solar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário