17 de out de 2011

Canárias: o despertar do vulcão El Hierro

Maria Luiza Rolim e André de Athayde, El País, El Mundo e AFP


Duas grandes manchas no Atlântico situadas a apenas dois quilómetros da costa de La Restinga, nas Canárias, a presença de peixes mortos e um forte cheiro a enxofre evidenciam erupções subaquáticas no El Hierro.


O vulcão que deu origem à ilha Hierro está a despertar de um longo sono. A situação "está feia", adverte um investigador do Conselho Superior de Investigações Científicas espanhol.

A preocupação, agora, é saber "onde estão as bocas de erupção", afirma Ramón Ortiz, porta-voz da equipa que está a monitorizar o vulcão 24 horas por dia.

O Instituto Geográfico Nacional já admitiu que a evolução do fenómeno é imprevisível. Entretanto, as manchas verdes que cobrem um paraíso submarino já se tornaram uma atração da ilha.


                                                                                                                                EPA/CRISTOBAL GARCIA




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário