13 de out de 2011

Nebulosa cria enorme 'chuva' de raios gama e intriga astrônomos

Folha de S. Paulo


Concepção artística da nebulosa de Caranguejo e sua emissão recorde de raios gama



DE SÃO PAULO

A Nebulosa do Caranguejo -resíduos de uma estrela que explodiu há mais de mil anos- continua intrigando os cientistas. Pesquisa na "Science" indica que o centro da estrela "morta", o pulsar, está com uma inexplicável emissão de raios gama, mais de 50 bilhões de vezes mais alta que a luz visível do Sol. Invisível a olho nu, parte desses raios chega à Terra.

As imagens foram feitas pelo conjunto de telescópios Veritas. Quando explodiu, a estrela ficou tão brilhante que antigos chineses e índios registraram o evento.

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário