24 de jan de 2011

NASA pede ajuda a radioamadores para encontrar sonda espacial

Redação do Site Inovação Tecnológica - 20/01/2011



A vela solar deverá se abrir automaticamente depois de uma contagem regressiva de três dias, que garante um afastamento seguro do FastSat, de onde a sonda foi lançada.[Imagem: NASA]

Onde está minha sonda?

A NASA emitiu um apelo para radioamadores de todo o mundo para que tentem rastrear a NanoSail-D, uma sonda espacial lançada há poucas semanas para testar o conceito de vela espacial.

As velas solares impulsionam as naves usando a força dos fótons que incidem sobre uma finíssima película de material reflexivo, com potencial para substituir os foguetes alimentados por propelentes químicos.

O teste com a vela solar deveria ter começado no início de Dezembro de 2010. Mas a NASA anunciou terperdido contato com a NanoSail-D no dia 13 daquele mês.

Naquele comunicado, a NASA afirmava não ter certeza se a sonda havia sido lançada do FastSat, um satélite que funciona como plataforma de lançamento para satélites menores - a NanoSail-D é considerada um picossatélite.

Ejeção espontânea

Agora, a agência espacial norte-americana afirmou que "o evento de ejeção ocorreu espontaneamente e foi identificado nesta manhã, quando engenheiros do centro [Centro de Voos Espacial Marshall] analisaram dados da telemetria do FastSat."

Logo depois a ejeção foi confirmada por antenas de rastreamento de satélites localizadas no solo.

Isto significa que a NanoSail-D não havia mesmo sido ejetada, em conformidade com as suspeitas levantadas na ocasião: "Neste momento, não está claro se a NanoSail-D foi ejetada do FastSat," disse a agência em Dezembro.

Por motivos desconhecidos, a ejeção ocorreu "espontaneamente" nos últimos dias.

Ajuda dos radioamadores

A NASA pediu aos radioamadores que rastreiem a sonda, que está transmitindo um sinal na frequência de 437,270 MHz. Os dados podem ser informados no site http://nanosaild.engr.scu.edu/dashboard.htm.

Até as 17h00 de hoje (20/01), havia 153 submissões de detecção dos sinais, feitas por radioamadores de três países.

"Esta é uma grande notícia para a nossa equipe. Estamos ansiosos por ouvir o sinal que nos dirá que a NanoSail-D está saudável e funcionando como o planejado," disse Dean Alhorn, coordenador da missão. "A equipe científica está esperançosa de ver a NanoSail-D operacional e capaz de desfraldar a vela solar."

Depois da ejeção, um temporizador dentro da NanoSail-D começou uma contagem regressiva de três dias. Quando a contagem chegar a zero, quatro barras telescópicas vão se estender por meio de explosivos e a vela solar começará a se desdobrar, em um processo que deverá levar cinco segundos.

Como a ejeção espontânea só foi percebida pelos técnicos por acaso - eles não esperavam por ela - a abertura da vela solar já deverá ocorrer nas próximas horas.

Quando totalmente aberta, a vela de polímero atingirá 30 metros quadrados.

Veja mais detalhes da missão:

• NASA começa teste com vela solar

• NASA perde contato com a vela solar NanoSail-D

Nenhum comentário:

Postar um comentário